Imagem de destaque sobre 3 principais regras de condomínio para conhecer e entender

3 principais regras de condomínio para conhecer e entender

Morar em um condomínio pode ser uma opção mais segura, se comparada com as moradias em casas, por exemplo. Mas, para que essa convivência em grupo com outros moradores seja de fato harmoniosa e organizada, a criação e seguimento das regras de condomínio se tornam indispensáveis.

Essa regras são fundamentais para que os moradores consigam conviver no mesmo empreendimento sem discussões, incômodos e com bom senso. Nesse sentido, as regras condominiais precisam contemplar questões sobre o uso das áreas comuns, horários de silêncio, horários para reformas e mudanças, a contribuição dos moradores com as despesas mensais de condomínio, regras sobre o atendimento da portaria e segurança, bem como o zelo com o patrimônio, uso de vagas da garagem, cuidados com pets, entrada e saída de visitantes.

Esses esclarecimentos promovem bem-estar às pessoas que residem nos condomínios, visto que não basta apenas que o empreendimento ofereça uma estrutura de qualidade, é preciso também estabelecer um bom clima de convivência a fim de garantir qualidade de vida aos residentes.

Lembrando, é claro, que as regras podem variar de um condomínio para o outro e que, muitas vezes, quem decide sobre regramentos e contratações de serviços são os moradores por meio de assembleias e reuniões de condomínio organizadas por seus respectivos síndicos e administradores.

Veja no link a seguir as vantagens de morar em apartamento.

Conheça 3 principais regras de condomínio

1 - Horário de silêncio

Essa é uma das regras de condomínio que pode ser considerada como uma das mais importantes, visto que impacta na rotina de todos os moradores.

Nada melhor do que ter uma noite tranquila de sono, não é mesmo? Ou chegar em casa após um longo dia de trabalho e poder descansar tranquilamente com sua família, você concorda?

Sendo assim, a regra do horário de silêncio vai exatamente ao encontro dessas situações rotineiras, visto que ter um vizinho que escuta música alta até madrugada pode interferir diretamente na qualidade de vida dos demais moradores, inclusive afetar de forma negativa a rotina de crianças ou idosos, por exemplo.

Vale destacar que além das regras de condomínio, também existem leis municipais que regulam a questão do horário de silêncio em áreas residenciais.

2 - Contribuição financeira mensal para despesas do condomínio

Está previsto em lei que as dívidas de um condomínio são de responsabilidade coletiva, sendo assim, é imprescindível que o proprietário de cada imóvel contribua mensalmente para que as benfeitorias, manutenções e possíveis reformas possam ser realizadas no condomínio.

Além disso, vale destacar também que poderão surgir gastos extraordinários e, nesses casos, os valores dessas medidas emergenciais poderão ser acrescidos ao valor mensal do condomínio, conforme acordo estabelecido em assembleia.

3 - Uso das áreas comuns

É comum que o uso das áreas comuns de condomínios, como churrasqueiras e salões de festas, sejam disputados em datas festivas. Nesse sentido, é ideal que cada empreendimento estabeleça em suas regras de condomínio um formato de agendamento ou reserva dos espaços, bem como uma clara orientação quanto ao pagamento de aluguel do espaço ou limpeza do mesmo.

Essas pequenas combinações podem evitar constrangimentos entre vizinhos e garantir harmonia e respeito entre o grupo. Lembrando que o não cumprimento das regras pode resultar em multas e penalidades.

E você, curtiu as dicas sobre convivência em condomínio que a Oliva Construções e Empreendimentos separou para você? Compartilhe conosco o seu comentário.

Somos uma empresa tradicional na região do Vale dos Sinos e nossa política de qualidade consiste em satisfazer as necessidades de nossos clientes através de um aprimoramento contínuo quanto aos processos da qualidade, prazo e custo. Entre em contato e conheça nossas opções de apartamentos na planta.